sábado, 24 de abril de 2010

Poema do Amor de Longa Espera...


Ah...o amor...
O amor desejado, o amor encontrado
Que distância entre o amor que eu busquei
e o amor que eu encontrei


Ah...o desamor...
Tão abrupta a desilusão, tão inesperada
Que dizem , o amor cega, e a mim realmente cegou
Se nada vi do que se revelou


Ah...o tempo...
Os anos a destecerem o que o destino teceu
O quanto em mim se perdeu
Como folhas arroladas pelo vento


Ah...o meu lamento...
Se eu pudesse dizer que é doce o tormento
De amar, mesmo à distância
Eu diria que amei ainda mais na sua ausência


Ah...quanta saudade
Do seu olhar a esperar por mim
Que saudade imensa de ter a quem amar


Ah...quanta espera
Quanto eu desejei, meu amor
Ao retornar, um dia, ver seu vulto na janela


Ah...a vida...
Eis que agora que a espera é finda
Eu posso até mesmo lembrar-me de tudo e sorrir


Ah...o amor...
Tão misterioso o amor
Tão belo... tão intenso... e chegar ao fim.

(Flori Jane)


2 comentários:

Machado de Carlos disse...

O Milagre da Rosa

Eu estava só neste mundo turvo
Somente a gaivota do cais
levemente tocava os meus ais
... E chegaste de azul, - cetim de luxo!

Aticei teu alvéolo, e o sussurro
era a amostra dum amor de ás!
No ímpeto senti a deusa voraz:
- Eternizou-se uma forma de uivo!...

Sim, neste jardim, Rainha das Rosas,
Ando sobre as águas maviosas;
- Na passagem já estava escrito!...

Este presente é a alegria de ser
Os dias fenecerão no teu prazer;
- Tu és sonho?! - Tu és o Infinito?!

Machado de Carlos

Virna Lize disse...

aff amiga..to encantada com seu blog..ele esta lindo!!!!!!!!!! maravilhoso e muito especial..assim como vc e pra mim..te amo muito nega. se cuida. beijos beijos